Uma casa do centro histórico de Olinda foi pintada com um grafite que representa o rosto de um caboclo de lança do Maracatu de Baque Solto. O homem do desenho usa bigode. Tem uma flor branca na boca e um lenço sobre a cabeça, amarrado por baixo do queixo. Ele também usa óculos escuros e as lentes dos óculos coincidem com os vãos das janelas da casa.

FREVO NO

CARNAVAL DE OLINDA

SINTA-SE LÁ

Uma cidade histórica, calma e pacata, com cerca de 300 mil habitantes. Casas coloridas. Arte de rua. Artesanato. Uma impressionante concentração de artistas. Assim é Olinda.

Até que chega o Carnaval.

Um dia antes da folia começar, a cidade está em compasso de espera. As ruas povoadas por alguns poucos foliões que anteciparam sua chegada e alguns poucos moradores que ainda não partiram. As casas, as ruas, os bares reverberam um último lampejo de tranquilidade enquanto aguardam o mar de gente que logo vai invadir a cidade.

Amanhã, mais de 2 milhões de foliões vão transformar a paisagem vazia. 2 milhões de pessoas cantando, dançando, bebendo cerveja pra refrescar e pra se embriagar, beijando e abraçando amigos e desconhecidos. Um mar de euforia.

Depois dos 5 dias de festa vai todo mundo embora. Olinda volta a ser Olinda.

 
 

FOTOS

Acessório típico do Frevo: guarda-chuvas coloridos, com as cores da bandeira do Estado de Pernambuco.

ORIGEM

O delicioso frevo do Carnaval de Olinda

O Carnaval é uma festa que dura de 3 a 5 dias e acontece sempre 40 dias antes da Páscoa. A palavra que tem origem no latim "carna vale" que significa dizer "adeus à carne" já que o Carnaval é celebrado no período imediatamente anterior ao início da Quaresma (celebrada pela Igreja Católica), quando os fiéis devem preservar quarenta dias de jejum, com abstinência de carne.

 

A origem do Carnaval está relacionada com determinados rituais de fecundidade da terra que eram organizados no início da Primavera (do continente europeu), mas com o aumento da importância do Cristianismo, o Carnaval perdeu este caráter simbólico e místico e passou a ser um período de festas que antecede um período de grandes privações.

 

Bailes de máscaras foram criados na França, no século XVII e rapidamente ficaram populares em outros países europeus. Durante o Renascimento, as festas carnavalescas atingiram uma grande popularidade, principalmente na Itália (em Roma e Veneza). O carnaval chegou ao Brasil a partir das festas que ocorriam na Europa. As fantasias de pierrô e de colombina foram logo incorporadas ao carnaval brasileiro. No início as festas de carnaval aconteciam nas ruas, com desfiles de fantasias, depois, passaram a ser realizadas em clubes, onde eram tocadas marchas, sambas e frevos preparados para os festejos.

 

O período do Carnaval muitas vezes é caracterizado pela inversão das normas aceitas pelo sociedade, sendo que alguns comportamentos são tolerados só durante esta época festiva.

 

Em Olinda, os bonecos gigantes e animados blocos de frevo desfilam pelas ladeiras da cidade.

 

VEM DANÇAR

Aula de frevo com

Nelson Araujo e Camila Penteado

 
 
 

ONDE FICA?

Olinda (PE)