• Andrea Goldschmidt

A origem das Cavalhadas

As Cavalhadas são uma representação teatral da “Canção de Rolando”, um poema épico da literatura francesa, escrito por volta do ano 1100, que faz parte das “Canção de Gesta”.

Os temas de quase todas as Canções de Gesta estão ligados à época do rei francês Carlos Magno (que viveu de 742 a 814) e a maioria delas é baseada em lendas ou na imaginação do autor e têm pouca relação com fatos históricos.

Elas foram pensadas para ser recitadas por cantores profissionais - jograis e menestréis - nas vilas, nas cidades e nas cortes dos nobres da época.


A Canção de Rolando (e consequentemente as Cavalhadas), tem como pano de fundo um evento histórico: a morte de Rolando, sobrinho de Carlos Magno e um dos 12 Pares de França, em um combate que aconteceu em Roncesvales, nos Pirineus, em 15 de agosto de 778. Mas como a canção foi escrita mais de 300 anos depois dos fatos ocorridos, o autor não se ateve muito à história e usou bastante a imaginação para adaptar os versos às necessidades da época em que ele foi escrito.


A primeira coisa que chama a atenção na comparação entre a estória contada na canção e os fatos históricos é que a batalha de Roncesvalles, na verdade, foi um combate contra os bascos e não contra os mouros.


Na época em que a canção foi escrita, a França e a Igreja Católica estavam muito preocupadas com a ameaça muçulmana (os muçulmanos dominavam a Península Ibérica a Ocidente e a Terra Santa a Oriente) e como era necessário recrutar pessoas para participar das Cruzadas, era natural que os poemas tratassem do tema da guerra tendo os muçulmanos como adversários. Foi provavelmente por isso que o autor tomou a liberdade de substituir os bascos pelos mouros em sua canção.


Além disso, apesar dos acontecimentos reais terem sido pouco gloriosos (já que Rolando morre nessa batalha por causa da traição de Ganelão, que era seu padrasto e membro de seu próprio exército), a lenda fez de Rolando um mártir cristão contra o islamismo e ele passa a ser considerado um modelo de virtude da cavalaria, que se distingue pela sua valentia e por ter dado a vida para salvar o exército de seu tio do desastre.


As Canções de Gesta, inclusive a Canção de Rolando, tiveram importante papel mobilizador da população para as Guerras Santas, pela cruz cristã, que começaram em 1096, com as primeiras Cruzadas e só foram concluídas em 1491, com a tomada do reino muçulmano de Granada pelos reis católicos.


Até hoje, as temáticas da Canção têm a capacidade de encantar as pessoas. Aqui no Brasil, são muitas as cidades onde se pode assistir a essas deslumbrantes representações teatrais, que geralmente acontecem durante as Festas em homenagem ao Divino Espírito Santo e mantém acesa a ideia da cruzada cristã.



Para SABER MAIS sobre as Cavalhadas de Pirenópolis, clique aqui.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo