Ensaio "Procissão das Almas"

 

Sexta-feira Santa.

Vultos brancos perambulam pelas ruas de Mariana durante a madrugada.

São almas. Que rezam por outras almas.

Não precisamos saber quem são aquelas pessoas que passam em procissão. Seus rostos não precisam ser vistos. Seus corpos não precisam ser vistos. De acordo com uma das lendas da região, não se deve nem espiar a sua passagem, sob o risco de morte para quem fizer isso.

Jogam penas de galinhas ao vento. Possivelmente com pena daqueles que morreram. Ou pensando nas penas às quais podem estar sendo submetidos “do outro lado” por seus pecados terrenos não confessados antes da morte.

 

“Reza mais, reza mais, reza mais uma oração;

Reza mais, reza mais pra alma que morreu sem confissão.

Reza mais, reza mais, reza novena e trezena;

Reza mais, reza mais pra alma que morreu sem cumprir pena”.

São Paulo - Brasil