Dois homens estão de costas. De suas roupas brancas, pendem centenas de fitas coloridas, parte da fantasia dos grupos de Moçambique na Festa do Divino de São Luiz do Paraitinga.

FESTA DO DIVINO

SINTA-SE LÁ

Uma pomba branca. Leve e ágil. Símbolo da paz e da misericórdia. Apareceu subitamente em meio a labaredas de fogo e deu aos Apóstolos a missão de espalhar a palavra de Deus por todos os cantos do planeta, para todos os seres humanos que a aceitassem, no idioma que fosse a mais simples para que eles a compreendessem.

A pomba sobre uma bandeira de cor vermelho fogo dá corpo ao Espírito Santo e, levada pelos fiéis a todos os cantos, transporta Deus e a Sua Palavra durante todo o ano, nas folias do Divino que vão de casa em casa, e também durante a festa quando toas as pessoas trazem suas bandeiras para a Igreja e para as ruas da cidade.

A semelhança entre as bandeiras indica que, para Deus, todos são iguais, todos são igualmente aceitos, todos podem participar sem distinção.

Cada pessoa homenageia o Ser divino à sua própria maneira, conforme as tradições dos seus antepassados, conforme os costumes do seu lugar de origem e, por isso, misturam-se nessa festa procissões, congadas, maracatus, moçambiques, jongos, encenações, cavalhada... Todas as formas de homenagem são igualmente bem recebidas por Deus.

A alegria dos homens invade a cidade. Com tantas homenagens diferentes, a festa pulsa. O povo de Deus celebra a glória divina.

 
 

NUM MINUTO

 

FOTOS

MÚSICA TÍPICA

A nós descei divina luzJacque Falcheti
00:00 / 03:01
 
 

*Clique no ícone do personagem para ouvir o depoimento.

 

PERSONAGENS