Ensaio "Semana Santa"

Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG
Semana Santa - Ouro Preto - MG

 

Sexta Feira Santa. Jesus morreu. Escuridão, desalento, consternação, um enorme pesar toma conta do ambiente. Dor e sofrimento. O som de lamúrias fúnebres invade as ladeiras de Ouro Preto, no interior de Minas Gerais. Os fieis anseiam por uma luz.

3 dias depois, no Domingo de Páscoa. O corpo físico de Jesus desaparece do túmulo. Seu espírito ressurge para os cristãos. É o enigma e o milagre da Ressureição.

A luz volta a brilhar. Júbilo, um sentimento de satisfação, de felicidade. O contentamento toma conta da cidade. As ruas são enfeitadas com tapetes de serragem. Pessoas vestidas de anjos e outras figuras bíblicas caminham em procissão. A banda toca uma música alegre. Os fiéis voltam para suas casas com os corações leves, revigorados pela energia positiva da fé.

Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
_99A1414
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto
Anjos - Semana Santa de Ouro Preto

 

Pureza. Mistério. Um certo clima etéreo. Uma presença sugerida, sentida.

Sempre imaginados com longas túnicas de cores claras e asas voltadas para o céu, os anjos são os assistentes de Deus, seres de luz e de grande pureza. São também Seus mensageiros, guardiães, executores de Sua lei e protetores dos escolhidos. São seres puramente espirituais, criados do nada, no alvorecer da criação.

Vagam silenciosos junto aos seguidores de Cristo depois da Sua morte, na noite da Sexta-feira Santa. Buscam, na escuridão, a luz do mundo, a luz do filho de Deus. Não a encontram.

3 dias depois, no Domingo de Páscoa, o enigma da Ressureição. O corpo físico de Jesus desaparece do túmulo. Seu espírito ressurge para os cristãos.

Mais uma vez, os anjos misturam-se à multidão. Eles caminham lado a lado com os homens, agora para celebrar o mistério da vida após a morte. Erguem suas asas nas alturas, simbolizando o poder criador de Deus e a maneira como Ele cobre e protege todas as coisas que criou na terra. 

Tudo é celebração: toalhas brancas rendadas são colocadas nas janelas, tapetes de flores enfeitam os caminhos, renasce a esperança de uma boa vida após a morte, ao lado de Deus, seu criador.