10_99A8300.jpg

CARIMBÓ

SINTA-SE LÁ

No calor da noite paraense, depois de um dia de trabalho sob as condições inclementes da Amazônia, o povo se reúne nas ruas pra tocar e dançar o carimbó.

As mulheres com imensas saias rodadas geram vento ao passar. Os homens usam de chapéu de palha, não mais pra proteger a cabeça do sol, mas sim pra compor a coreografia. Flores artificiais enfeitam o ambiente: nas mesas e nas cabeças das moças.

Calor. Movimento. Ritmo. Alegria. Animação.

Só quem já viu sabe que não dá pra sair triste de uma roda de carimbó.

 
 

FOTOS

Capa do dossiê do Iphan sobre a Festa dos Caboclinhos

APROFUNDANDO

 
 

ONDE FICA?

Alter do Chão (PA)