• Andrea Goldschmidt

Boi Bumbá, Parintins e suas curiosidades

  • O festival Boi Bumbá acontece na região Norte do Brasil, no município de Parintins, que é uma ilha fluvial do Rio Amazonas e fica a cerca de 400km de Manaus , quase na divisa entre os estados do Amazonas e do Pará. Tem cerca de 60.000 habitantes e 6mil km².

  • O Festival Boi Bumbá é uma atividade de grande importância econômica na ilha, porque além do turismo que gera nesta época do ano, gera movimento o ano todo com a produção das fantasias e alegorias, criação das toadas, festas de divulgação. A cidade recebe cerca de 50.000 turistas neste período, quase dobrando sua população!

  • Metade da cidade é azul, metade é vermelha – literalmente! Em cada lado da ilha estão as sedes de um dos bois. O comercio local tenta se adaptar para atender da melhor maneira os torcedores de cada agremiação, sendo assim, para todas as coisas que se possa pensar há a versão branca com coração vermelho, do Garantido e a versão preta com a estrela azul, do Caprichoso. Até o Banco Bradesco tem a fachada pintada meio a meio vermelho e azul: eu nunca tinha visto o logo do Banco em outra cor, foi bem curioso! O povo do Marketing deve ficar louco!

  • Mais ou menos no centro da ilha fica o Bumbódromo, arena onde acontecem as apresentações de cada um dos dois bois: mais uma vez, metade da arena é vermelha e metade é azul!

  • Durante 3 noites consecutivas, no final do mês de junho, os bois se “enfrentam” no Bumbódromo.

  • Cada um deles fará 3 apresentações de cerca de 2:30h, uma apresentação por dia! Nenhuma roupa se repete, nenhuma performance se repete, nenhum carro alegórico é usado 2 vezes. Isso significa que cada uma das agremiações tem que estar preparada para 7 horas e meia de apresentações diferentes a cada ano! E eles não apresentam nada simplesinho não! É tudo luxuosíssimo, elaboradíssimo. Um espetáculo como eu nunca tinha visto igual na minha vida! E acho que nunca mais verei, a menos que volte para Parintins! Nem os desfiles de Carnaval no Rio de Janeiro ou em São Paulo se comparam em termos de diversidade, volume e sofisticação do Boi Bumbá.

  • 21 itens (divididos em 3 grandes blocos) são avaliados a cada noite por 3 jurados e as notas somadas de todos estes quesitos, irão indicar o vencedor ao final do Festival. Entre eles estão Apresentador, Levantador de Toadas, Amo do boi, Toada – que tem notas separadas para letra e música -, até os rituais indígenas apresentados na história. Outro quesito interessante é a bateria, que para cada boi tem um nome! A do Caprichosos se chama Marujada e a do Garantido se chama Batucada!

  • Todos os itens são avaliados todos os dias. Sendo assim, nos 3 dias de apresentação cada agremiação deve apresentar todos estes itens. O mais interessante, é que nada se repete. Sendo assim, para cada ano, são criadas 3 coreografias e 3 ­­­vestimentas diferentes para cada um dos itens acima!

  • Os ingressos para assistir às apresentações do Boi Bumbá são caros – há um número razoavelmente pequeno de lugares dentro do Bumbódromo e, como em tudo na vida, prevalece a lei da oferta e da demanda! Mas para que a população local possa participar não apenas da apresentação, mas também na plateia, uma área bastante significativa do Bumbódromo é reservada para a “Galera”.

  • Para assistir às apresentações na Galera, os “candidatos” devem chegar bem cedo ao Bumbódromo e formar uma fila. Geralmente a fila começa a ser formada lá pelas 5 horas de manhã. As pessoas passam o dia todo nesta fila, para assistir à apresentação que começa às 21h e se estende até umas 3h da madrugada seguinte. Quase na hora de entrar na fila de novo para a apresentação do dia seguinte.

  • E se ficar 16 horas na fila para entrar de graça no Bumbódromo não parecer sacrifício suficiente, vale lembrar o sol durante o dia não dá trégua e a temperatura fica sempre acima dos 30ºC! Sem água, comida, poder ir ao banheiro, sem ter lugar para sentar a não ser no chão, mas com um bom humor e uma animação invejáveis!

Um espetáculo digno da Broadway no meio da floresta Amazônica!

Você sabe mais curiosidades sobre o Festival de Parintins? Compartilha com a gente aí em baixo nos comentários!

#AndreaGoldschmidt #Fotografia #Cultura #Festapopular #Parintins #BoiBumbá #Caprichoso #Garantido #Norte #Amazonas #Folclore #Junho #Festabrasileira #FestadoBoi #FestasPopulares #FestasJuninas

212 visualizações

São Paulo - Brasil